quarta-feira, setembro 06, 2006

Fiúza-te na virgem e não corras

O futebol português está melhor que os Morangos com Açúcar!
O enredo criado para a nova série 2006/07 tem os mesmos actores de sempre mas a história está cada vez mais interessante.
O nome para este ano devia ser "Bola em Portugal, todos na lama!".
Hoje saiu uma notícia no Record que apregoa que Valentim e João Loureiro decidiam ao telefone quem iriam ser os árbitros dos jogos.
Algo que, decerto, até hoje seria inimaginável!
Não que eles andassem com estes "arranjinhos", mas o surreal da questão é terem desenvolvido esta actividade lúdica via telefone! Nunca devem ter ouvido falar em escutas telefónicas.
Já dizia o meu saudoso professor António Marinho e Pinto "Por telefone não se conversa, marcam-se encontros". Não sei se eram encontros entre pai e filho ou algo mais "kinky", mas julgo que é aplicável ao caso.
Recentemente apareceu um actor novo. Não é um ás da representação, nem um ás mediático, nem um duque da oratória, ou mesmo um duque da inteligência, mas o cromíssimo presidente do Gil Vicente mete os pés pelas mãos cada vez que fala e faz-me doer os ouvidos e o cérebro com aquela verborreia afectada de quem não sabe o que anda a dizer ou a fazer e parece um papagaio dos advogados, do filho e dos sócios.
O homem é uma vítima da sociedade e diz que lhe montaram uma cabala, a ele e ao Gil (deve estar a referir-se à mascote da Expo 98).
Ó mundo injusto!
Então não sabiam ter montado o senhor num cavalo alado e punham o artista a voar para outra galáxia?
Ou, pelo menos, para o planeta-anão, de seu nome Plutão!

FOI PROFUNDO!

1 comentário:

Pall Mall disse...

Acho que depois de ler isto, vem à cabeça a seguinte frase: "morreram as vacas, ficaram os bois..."

Dispenso...

Porque tudo o que é dito é dispensável...
Porque tudo o que é escrito é dispensável...

Este é um blog onde se fala a sério e se brinca.
Quem não goste de ironia ou sarcasmo que feche esta página rapidamente!
Aqui ninguém tem razão.
Eu não pretendo estar certo, pretendo observar e pretendo fazê-lo de uma forma atenta e crítica...de uma forma dispensável.

Dispenso...um blog dispensável.

pessoas já dispensaram um tempinho para dar uma espreitadela