quarta-feira, setembro 06, 2006

Ai se as vacas dessem petróleo!

O nosso estado democrático é, para mim, cada vez mais uma fantochada.
Depois das taxas de juro estarem cada vez mais altas "porque é preciso" e porque "os bancos têm de as ir aumentando devido a directivas comunitárias", quando as instituições bancárias apresentam lucros anuais cada vez maiores, eis que li mais uma bela fábula.
A gasolina de 95 octanas esteve a ser vendida a um preço médio de1,279 euros/litro mas, custaria, sem a carga fiscal que lhe está associada (IVA e ISP), apenas 52,9 cêntimos por litro.
Ora, sendo assim, o Estado fica com os restantes 75 cêntimos que paga por cada litro deste combustível.
No caso do gasóleo, cujo preço de venda andava por uns míseross 1,018 euros/litro, o valor cairia, quando livre da carga fiscal, para 53,3 cêntimos por litro. Aqui, o Estado "apenas" arrecada os remanescentes 49 cêntimos.
Os preços de venda, sem contar com os impostos, aumentaram 24,5% no caso do gasóleo e 9,7% no da gasolina, menos que no mercado internacional, segundo um estudo da Autoridade da Concorrência (AdC).
De Setembro de 2004 até Setembro de 2005, o crescimento médio do PMVP antes de impostos para ambos os combustíveis foi de cerca de 40%.
Ainda dizem que há crise!!!

FOI PROFUNDO!

2 comentários:

miau disse...

ahhhhhhhhhhh porque nao compraste um pópó a gasolina??? Ah pois!!!

FM disse...

Deixa lá os rotos do governo. Se as gajas dessem petróleo é que era bom. Formávamos uma empresa de prospecção.

Dispenso...

Porque tudo o que é dito é dispensável...
Porque tudo o que é escrito é dispensável...

Este é um blog onde se fala a sério e se brinca.
Quem não goste de ironia ou sarcasmo que feche esta página rapidamente!
Aqui ninguém tem razão.
Eu não pretendo estar certo, pretendo observar e pretendo fazê-lo de uma forma atenta e crítica...de uma forma dispensável.

Dispenso...um blog dispensável.

pessoas já dispensaram um tempinho para dar uma espreitadela