sábado, março 18, 2006

Um mistério chamado editorial...


Já ouvi muitas críticas de várias pessoas de diferentes meios por causa de um editorial da minha autoria, daí que tenha achado boa ideia expôr aqui a definição e os objectivos de um editorial:

"O que é um editorial?
O editorial expressa a opinião do meio face a um facto, acontecimento, tema... interpretando ou julgando. Utiliza a argumentação e apresenta-se com um título, com carácter subjectivo, um corpo, onde se comenta e julga para convencer o leitor, e uma conclusão, onde se oferecem soluções.

Escrevamos um editorial
Vamos trabalhar em grupo, como os editores de um jornal:
Investigar sobre um tema ou um acontecimento que seja de máxima actualidade e que suscite interesse em opinar e formar a opinião dos colegas, que são os vossos leitores.
Converter a informação sobre o acontecimento, depois da sua análise, numa opinião fundamentada e coerente. (para saber mais clica aqui!) Escrevê-la colocando em prática as estratégias da exposição e argumentação de ideias e passá-la a outro grupo para verificar que opinião lhes suscita. "

Mais ainda:

"O editorial é um texto da responsabilidade da direcção do jornal, que deverá acompanhar cada número da publicação, e que se debruça sobre os acontecimentos mais marcantes da actualidade ou dessa edição do periódico, comentando, analisando, exortando – em suma, fazendo opinião; não uma opinião qualquer, mas a opinião do jornal. E é esta característica que distingue o editorial dos restantes textos de opinião do jornal."

E:

"
O que é um editorial? São formas do texto jornalístico que, além da cobertura dos acontecimentos, expõem o facto de que ele não é neutro."
Ou seja, a objectividade inerente à notícia é substituida por uma clara subjectividade que está condicionada pela visão do editor/jornal.
Não é suposto o editorial ser isento, é suposto fazer reflectir...
No caso de um jornal destinado aos estudantes, cujo objectivo é informar os mesmos, o editorial deve servir para fazer algo mais do que fazem as notícias. O seu propósito é, de acordo com as posições e visões de quem o escreve, lançar elementos para a discussão, motivando conversas, mais ou menos acesas, em que os diferentes pontos de vista sejam lançados para cima da mesa do debate entre amigos, colegas ou de pessoas com posições claramente divergentes.
Convém é que se discutam e haja uma abertura para aceitar o que cada um tem a dizer...
não FOI PROFUNDO

1 comentário:

pias das finanças disse...

mas aquilo era um editorial? pareceu-me mais um vómito...

Dispenso...

Porque tudo o que é dito é dispensável...
Porque tudo o que é escrito é dispensável...

Este é um blog onde se fala a sério e se brinca.
Quem não goste de ironia ou sarcasmo que feche esta página rapidamente!
Aqui ninguém tem razão.
Eu não pretendo estar certo, pretendo observar e pretendo fazê-lo de uma forma atenta e crítica...de uma forma dispensável.

Dispenso...um blog dispensável.

pessoas já dispensaram um tempinho para dar uma espreitadela