quinta-feira, março 30, 2006

Real Magna

Na Assembleia Magna de dia 29 de Março houve alguns pontos a destacar:
. a Magna prometia ser quente...não foi, até foi calma e rápida demais
. os anarquistas tentaram incendiar a Magna mas foi um mini incêndio, a minha avô nem aquecia os pés com tão ridículas intervenções, polvilhadas de palavras vazias e um chorrilho de ingnorância e falta de educação. O estudante de Medicina que não soube poupar o pessoal à sua verborreia inflamada e acéfala vai dar um grande médico...ou muda radicalmente ou então não sei.
. muita a gente falou de França e finalmente com algum contexto. Embora não concorde com estabelecer paralelismos entre as realidades, pelo menos houve uma preocupação em explicar os pontos de vista
. algumas moções foram realmente criativas, há que dar os parabéns a quem surgiu com ideias novas, fugindo das greves e invasões
. há que elogiar as intervenções calmas e sensatas do bloquista da burguesia. Os meus parabéns.
. poucas foram as participações que não trouxeram algo realmente importante para a luta. Exceptuando o caramelo do "A" dentro da bolinha (que eu ainda não percebi porque é que ele não ficou a beber e a fumar noutro lugar que não as cantinas, onde mostrou a sua pouca formação cívica e democrática) acho que todos tiveram muito bem na Assembleia Magna.
. A consonância que se verificou nas ideias bases dos discursos, em geral, faz prever que haja uma grande adesão nas actividades propostas nas moções apresentadas...agora é ver como vai ser na hora.
Espero que os homenzinhos das invasões e dos carros incendiados se juntem à luta.

Uma nota final. Enquanto membro da "real banhada", fui ver o que era um "real broche"...aí fica, para quem não souber.

FOI PROFUNDO!

1 comentário:

pias das finanças disse...

ainda não percebeste que a do broche era para ti? devias tê-lo mamado todo!

Dispenso...

Porque tudo o que é dito é dispensável...
Porque tudo o que é escrito é dispensável...

Este é um blog onde se fala a sério e se brinca.
Quem não goste de ironia ou sarcasmo que feche esta página rapidamente!
Aqui ninguém tem razão.
Eu não pretendo estar certo, pretendo observar e pretendo fazê-lo de uma forma atenta e crítica...de uma forma dispensável.

Dispenso...um blog dispensável.

pessoas já dispensaram um tempinho para dar uma espreitadela