sexta-feira, março 07, 2008

Garçooooooon!


Estive a ler mais umas páginas do livro "Boca do Inferno", do Ricardo Araújo Pereira. Quando o comprei não fazia a menor ideia do que tratava o livro mas mal o folheei apercebi-me que era o típico livro que me faz sorrir e rir.

É, nem mais nem menos, que um conjunto de crónicas ao bom estilo do R.A.P., com humor, sarcasmo e uma pitadinha de quem sabe do que fala e de quem sabe que está a escrever uma idiotice com a simples intenção de puxar a gargalhada.

Falava ele dos empregados de mesa e fazia uma tipificação dos mesmos.
No entanto, esqueceu-se de alguns detalhes bem frequentes.

O empregado de mesa é sempre conhecido como PSSSST! ou como ÓCHEFE ou ÓMIGO ou FAXABOR ou OXCULPE.


Qualquer um de nós sabe que para ter a atenção de um empregado de mesa basta mandar para o ar um sonoro "óchefe!" ou "ómigo" ou "pssssst" ou "faxabor" ou ainda "oxculpe" que ele vem logo ou nos instantes imediatos a termos aberto a boca.

Na tipificação de R.A.P., o gato fedorento inclui 4 tipos mas deixa de fora o empregado de mesa gramático.

Aquele a quem dizemos "era uma cerveja" ou "queria uma cerveja" e ele nos pergunta "era? porque? já não é?" ou "queria? porquê? já não quer?".

E também não se lembrou do empregado de mesa metido a espanhol. Quem já foi a Espanha sabe que os espanhóis entendem o que dizemos mas fazem sempre de conta que não só para falarmos em espanhol/castelhano.
Isto acontece principalmente em Lisboa e com quem não é de Lisboa. É ver alguem chegar a um bar e dizer "um fino se faz favor" e o empregado ficar a olhar para nós como se tivessemos falado em mandarim! Lá temos nós de dizer "uma imperial...".
Aí eles já entendem.


FOI PROFUNDO!

3 comentários:

PiXiE disse...

a santa da minha maezinha é assinante da revista visão... logo, todas as 5as tenho hipotese de ler logo a cronica do RAJ...


abençoada maezinha!

xano disse...

O livro é muito bom, já que é uma reunião das crónicas que o RAP assina na revista "Visão".

bolaoposte.blogspot.com

Speeder_76 disse...

Também tenho o livrito (autografado por ele), e leio com prazer, e de facto muito daquilo que ele fala é verdadeiro. Acho que cada um de nós tem as suas histórias com os "garçons"...


Já agora, shôr Juvenal, eu sei que não ligas peva ao automobilismo, mas tenho aqui um video para tu veres. Depois, se ainda tiveres coragem e pachorra, passa pelas minhas bandas, viu?


http://www.youtube.com/watch?v=1pZWno8pEeo


Porta-te!

Dispenso...

Porque tudo o que é dito é dispensável...
Porque tudo o que é escrito é dispensável...

Este é um blog onde se fala a sério e se brinca.
Quem não goste de ironia ou sarcasmo que feche esta página rapidamente!
Aqui ninguém tem razão.
Eu não pretendo estar certo, pretendo observar e pretendo fazê-lo de uma forma atenta e crítica...de uma forma dispensável.

Dispenso...um blog dispensável.

pessoas já dispensaram um tempinho para dar uma espreitadela