quarta-feira, dezembro 03, 2008

Eu sou melhor que D. Afonso Henriques

Acabei de me lembrar que sou uma pessoa impressionante.

Sou um indivíduo, no meio de muitos outros, é verdade, que tem várias razões para se poder comparar com um sem número de individualidades da História e dizer "olha! Eu sou melhor que este gajo!".

É verdade!

Não acreditam em mim?


Veja-se o caso de D.Afonso Henriques.


Tudo bem que foi o primeiro rei de Portugal, que foi ele que fundou o país mas...

a) o homem viveu no século XIIHenriques, (25 de Julho de 1109 a 6 de Dezembro de 1185, eu passei de um milénio para o outro;

b) eu tenho um leitor de mp3, ele ouvia músiquinha da côrte;

c) eu tenho mais de 800 amigos só no Hi5, ele zangou-se com a própria mãe, Teresa de Leão (filho de uma "espanhola"...xiiiii), e chegou a andar em guerra com a progenitora. Mesmo que tivesse Hi5, a maior parte dos seus amigos e conhecidos andavam sempre em batalhas e não tinham tempo para criar perfis. Já para não falar que não tinham como tirar fotos, não tinham electricidade nem internet e, até aposto, o Dom (chamo-lhe Dom para simplificar) não devia saber o nome de mais de 4 ou 5 e seriam apenas os nobres).

d) fez doações à Igreja para que esta o reconhecesse como Rei e Portugal como Reino e tinha um judeu, o grão-rabino Yahia Ben Yahia, ministro das Finanças. Eu nem gosto de religiões e muito menos tenho de lhes dar alguma coisa para ter algo em troca. Quer dizer, talvez por isso eu não seja rei de nada. Mas, hoje em dia, quem é rei de alguma coisa? E, actualmente, há alguma monarquia que não esteja decadente e endividada? Tirando os reis e equivalentes das zonas onde há petróleo.

e) D.Afonso Henriques passava frio e andava com roupas estranhas e armaduras em metal pesadissímas. Eu posso andar nu pela casa e basta-me ligar um aquecedor ou o aquecimento central para não ter frio. Armaduras? Para quê?

f) ele andava a cavalo ou a pé, eu só ando a pé quando quero e posso escolher andar de carro, autocarro ou metro ou, para deslocações maiores, posso usar o comboio ou o avião. Queria ver o Dom a ir a cavalo até ao Brasil. Ah, pois, nessa altura nem sabiam que havia Brasil!

g) o que me faz lembrar de outra questão. Eu já morei no Brasil, no calor, com praias, etc. O Dom foi, no máximo, ali ao lado a Espanha e nem comprou caramelos! Só ia lá para andar à traulitada e para assinar tratados. Ainda por cima, naquela que terá sido a sua última batalha, magoou-se ao tentar escapar pelas portas de Badajoz (repito, nem trouxe caramelos!) e teve de ser tratado pelo seu rival e cunhado, Fernando de Leão.

h) não tinha telemóvel, eu tenho dois. Quando queria falar com alguém que estivesse longe, tinha de mandar recado por um mensageiro a cavalo e esperar que este voltasse com a resposta.



E vou parar por aqui.

Podia falar do facto do Dom não ter multibanco ou não poder pedir uma pizza por telefone naqueles dias em que não estava onde os criados o pudessem servir, ou no facto de ter de aguentar com os casamentos decididos pelos pais (não que eu possa falar muito, já que nem namorada tenho. Mas quando tiver posso decidir se caso com ela sem qualquer imposição parental), ou no facto de não terem água corrente ou esgotos...


Ah!

E eu tenho um blogue, o Dom nem escrever sabia!





FOI PROFUNDO!

2 comentários:

Mary Birth disse...

WTF?...

LaRa disse...

haueheauheauhae

Realmente, eu me senti uma privilegiada agora! Prova de que tudo na vida é ponto de vista!

Muito bom seu blog, vou acompanhar, passa lá pelo meu também! Adorei mesmo

abraços!

Dispenso...

Porque tudo o que é dito é dispensável...
Porque tudo o que é escrito é dispensável...

Este é um blog onde se fala a sério e se brinca.
Quem não goste de ironia ou sarcasmo que feche esta página rapidamente!
Aqui ninguém tem razão.
Eu não pretendo estar certo, pretendo observar e pretendo fazê-lo de uma forma atenta e crítica...de uma forma dispensável.

Dispenso...um blog dispensável.

pessoas já dispensaram um tempinho para dar uma espreitadela